Aplicações Blockchain além do Bitcoin

blockchain Apr 24, 2020

Blockchain (ou cadeia de blocos) é a estrutura de dados distribuída que surgiu com a criação do Bitcoin. Ela é parte essencial do funcionamento essa moeda digital que tem ganhado cada vez mais fama com o passar dos anos. Contudo, seus usos podem ir muito além de aplicações financeiras e moedas digitais. Algumas das vantagens de aplicações baseadas em blockchain é que elas são distribuídas (peer-to-peer), não necessitam de servidores (serverless), facilmente escaláveis e altamente resilientes, não podem ser facilmente tiradas do ar. Conheça algumas aplicações interessantes que estão sendo construídas com base nessa tecnologia.

OpenBazaar (MIT): se você acha que as taxas cobradas por marketplaces como Mercado Livre e Ebay são muito altas, então dê uma chance para o OpenBazaar, uma plataforma de e-commerce distribuída e baseada em blockchain em que qualquer um pode comprar e vender produtos livremente; realizando pagamentos com Bitcoin, Bitcoin Cash ou ZCash. https://www.openbazaar.org

Synereo (Apache2): O Synereo é uma plataforma de monetização online que permite remunerar os criadores de conteúdo digital em um esquema semelhante aos programas de filiados onde é gerado um link personalizado para determinado conteúdo. A diferença é que os links não expiram nunca e tanto quem criou quanto quem divulgou o conteúdo passam a ser remunerados através de uma moeda digital chamada AMP. https://www.synereo.com

Filecoin (MIT): que tal alugar o espaço vago no seu hardrive e ganhar algum dinheiro em troca? Ao fazer isso você estará minerando Filecoins que podem, mais tarde, serem convertidas em outras moedas digitais como o Bitcoin ou mesmo dinheiro vivo. Em contrapartida, aqueles que precisam de mais espaço de armazenamento encontram uma opção segura e barata, já que os seus arquivos são replicado inúmeras vezes na rede do serviço e criptografados com uma chave privada que só o dono dos arquivos possui. https://filecoin.io

Namecoin (MIT): trata-se de uma alternativa descentralizada ao DNS onde os registros de nomes de domínio são armazenados no blockchain e as requisições de endereços resolvidas por mineradores que recebem algumas moedas digitais pelo serviço (Namecoins). Estas moedas podem, por sua vez, serem utilizadas para renovar e registrar novos domínios na rede. A vantagem desse sistema é que: por ser distribuído e criptografado, ele evita a censura através de DNS (como foi o caso do Wikileaks) e ataques do tipo man-in-the-middle. https://namecoin.org

Bitmessage (MIT): o bitmessage é um serviço de envio de mensagens P2P de forma privada e segura onde as mensagens enviadas são criptografadas por padrão com a chave criada a partir do endereço das contas na rede, como acontece com as carteiras do Bitcoin. É possível enviar mensagens offline, porém elas ficam armazenadas no blockchain por apenas dois dias. Depois disso as mensagens são apagadas e não é mais possível ter acesso a elas. https://bitmessage.org

Publicado na minha coluna "Código Aberto" da edição 27 da revista iMasters.