/ ghost

Migrando do Blogger

Já faz algum tempo desde que eu comecei meu blog pessoal, lá em meados de 2007, quando blogs já eram a maior novidade da Internet há algum tempo. Tudo começou como um projeto pessoal com a finalidade de registrar as coisas que eu aprendia no mundo do software livre e com isso, poder compartilhar essas lições com qualquer um que se interessasse pelos mesmos temas. Parecia algo interessante: eu teria todo o meu aprendizado registrado e acessível de qualquer lugar no mundo e outras pessoas poderiam aprender através dele, da mesma forma como eu muitas vezes estava me aproveitando do aprendizado de terceiros.

Nesse meio tempo, escrevi muitas coisas, algumas deixei negligentemente de publicar no meu blog (e espero conseguir postá-las em algum momento), já outros tantos artigos ficaram apenas na minha cabeça. Contudo houve um longo caminho percorrido e hoje, ao olhar para trás, jamais poderia imaginar todo o caminho trilhado, muito menos chegar até aqui.

Já faz algum tempo que eu ando incomodado com o blogger, principalmente pelo HTML muitas vezes porco que ele gera no editor (como o fato dele até agora utilizar <b> ao invés de <strong> para negrito).

Contudo, não dá para negar que há muitas vantagens em se utilizar um serviço como o Blogger, uma vez que não há a necessidade nenhuma de se preocupar com a infraestrutura, atualização de software, espaço de armazenamento, etc.

Por isso mesmo, tenho pensado há algum tempo em ter um blog próprio (primeiramente em WordPress) e adiado o projeto. Contudo, depois de começar a trabalhar como evangelista na Locaweb comecei a achar que já era hora de perder a vergonha na cara e hospedar meu próprio site.

O Wordpress é excelente, entretanto acabei optando por utilizar o Ghost, uma plataforma de blog em NodeJS por 2 motivos:

  1. Acho que uma das coisas mais interessantes que está acontecendo ultimamente no mundo da TI é o universo Node.
  2. Além disso, tenho muita experiência em utilizar o WordPress e achei que fazer uso uma nova plataforma seria uma forma de aprender algo novo dentro desse universo.

O lado ruim disso tudo é que ao tentar migrar o conteúdo do site anterior para a nova plataforma, alguns posts ficaram muito ruins (lembra do HTML porco?). Arrumá-los levaria muito tempo e por isso mesmo resolvi deixar o conteúdo antigo por lá e passar a postar os novos textos aqui.

Não é algo que me agrade muito, contudo, deixar os posts feios como eles apareciam após a importação era algo que me agradava menos ainda.

Aos poucos vou deixando esse blog do jeito que eu quero e então, quem sabe um dia, resolvo ir movendo com calma cada um dos posts. Por enquanto eles ficarão por lá mesmo.

Espero que (os poucos) leitores que eu tenho gostem da novidade e deixem seus comentários aqui.

Abraços,

Kemel Zaidan